Parque Estadual Serra do Mar: Trilha do Rio Paraibuna

A saída do quilômetro 56,5 da rodovia Cunha-Paraty leva a uma estradinha de terra cheia de casinhas pitorescas e campos ocupados por vacas e cavalos. Apesar do bom estado e da paisagem bonita, os 20 km de barro parecem ser inacabáveis. A atmosfera no veículo que desbrava a rota é de cansaço somado àquele pensamento de “onde foi que me meti?”. Então, finalmente, a pequena e simples portaria, que marca o Parque Estadual Serra do Mar, entra em cena. A vista a partir daí? Um espaço limitado para o conforto humano, todo rodeado por árvores, que convidam você a adentrar na mata.

Serra do Mar

O núcleo Cunha do PESM conta com um Centro de Visitantes, área para estacionamento e espaço para piquenique. Dentro do Centro há vestiários e banheiros, além de uma mostra permanente sobre as trilhas e a fauna/ flora da região – o espaço conta com fósseis e carcaças de animais que habitam a Serra do Mar. Na instalação, há ainda uma sala com exposições temporárias, normalmente de fotografia ou artesanato.

Serra do Mar

A Trilha do Rio Paraibuna é a menor e mais fácil. Por isso, é autoguiada, ou seja, você pode fazer sozinho, sem a necessidade de um guia. O trajeto tem 1,7 km e beira a margem esquerda do rio Paraibuna.

Ao longo do percurso é possível observar diversas espécies de exuberantes árvores, como araucárias, cedros, ipês, canelas e perobas. Seus troncos servem de refúgio para lindas orquídeas, bromélias e samambaias. Outro aspecto que vale a atenção de quem está andando pela mata é o som dos animais que vivem por lá – a floresta é lar do sagui-da-serra-escuro e do sauá; e também de diversas aves, sendo macuco, pavó e gavião-de-penacho algumas delas.

Por conta das árvores, quase toda a trilha é feita na sombra, possibilitando um passeio mais leve e fresco.

Serra do Mar
Duas das várias bromélias encontradas nos 1,7 km

É graças ao relevo acidentado da região que podemos contemplar algumas cachoeiras durante a caminhada. Banhar-se na água do rio é viável em apenas alguns pontos, por isso vale levar roupa de banho caso o clima esteja favorável.

Os mananciais da mata regional são tão ricos que contribuem com o abastecimento de água das cidades do Vale do Paraíba e até mesmo do Rio de Janeiro. É possível provar a água do Paraibuna mais ou menos na metade do percurso, quando o caminhante depara-se com uma bica, perfeita para matar a sede.

Serra do Mar

A trilha dura em média 1 hora, mas o tempo gasto varia de acordo com o ritmo de cada um.

O PESM

logo_pesm

O PESM foi criado em 1977 e hoje é a maior área de proteção integral de toda Mata Atlântica, com 332 mil hectares. Muita gente não sabe, mas hoje resta apenas 7% do território original da mata. Apesar de ser uma das cinco áreas naturais mais ameaçadas do mundo, o ecossistema da região conta com um dos mais altos índices de biodiversidade do planeta.

A Mata Atlântica presente no estado de São Paulo contempla a Serra do Mar, Serra da Mantiqueira, Serra de Paranapiacaba e Vale do Ribeira.

Por conta do Parque Estadual Serra do Mar, cerca de um quinto de todas as espécies de aves que existem no Brasil são protegidas. Há ainda 111 espécies de mamíferos. Infelizmente, muitos desses animais estão em extinção. O núcleo Cunha zela pela maior área de Mata Atlântica presente em São Paulo (cerca de 10 mil hectares).

O PESM está em Bertioga, Caraguatatuba, Cunha, Curucutu, Itarirú, Itutinga Pilões, Picinguaba, Santa Virgínia e São Sebastião.

Preguiça-de-três-dedos_Cayo_wiki
Preguiça-de-três-dedos | Cayo Môra (via)

Dicas 

  • Roupas leves e tênis com certeza irão facilitar o seu passeio
  • Levar apenas o essencial também contribui para uma caminhada mais leve
  • Essencial = água 
  • Repelentes também são bons parceiros de trilha
  • Lixo no lixo – não deixe sua sujeira na mata
  • Não use shampoos, sabonetes ou qualquer produto químico nas águas
  • Atente ao clima, pode ser perigoso fazer a trilha durante um período chuvoso
  • Respeite a natureza, sempre!

Serviço:

Site

Entrada gratuita

Telefone: (12) 3111-2353

E-mail: pesm.cunha@fflorestal.sp.gov.br

O núcleo Cunha do PESM conta também com a trilha do Rio Bonito e das Cachoeiras. Porém, ambas devem ser feitas com um guia e, por isso, é necessário agendar o passeio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s